Logotipo Ache seu Curso

Classe D já supera a A nas universidades brasileiras

10 de Março de 2012322

A proliferação de universidades e o financiamento público colaboraram para a mudança no perfil

    O instituto de pesquisas Data Popular divulgou estudo exploratório com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do IBGE, na qual verificou que os estudantes da classe D (considerados como aqueles que têm renda familiar entre um e três salários mínimos â?" de R$ 510,00 a R$ 1.530,00) já superam os estudantes da classe A (renda acima de 20 salários mínimos â?" R$ 10.200,00) nas universidades brasileiras. O estudo foi divulgado no jornal O Estado de S. Paulo de hoje. O jornal cita também pesquisa do Programa de Administração de Varejo (Provar) da Fundação Instituto de Administração (FIA), que mede a intenção de compra dos consumidores de acordo com a classe social, e que indica ter subido de 15%, no terceiro trimestre deste ano, para 17%, neste trimestre, a capacidade de gasto com educação em relação à renda da classe C.

 

    Outra revelação do estudo do instituto Data Popular é que as classes C e D já correspondem a 72,4% dos estudantes universitários no Brasil. A mudança desse perfil do universitário brasileiro deve-se a vários fatores, entre eles o aumento da renda das classes C e D, a universalização do ensino de segundo grau, a proliferação de universidades públicas e principalmente particulares e também o financiamento público pro meio do Programa Universidade Para Todos (ProUni).

COMPARTILHE A MATÉRIA

Deixe aqui seu comentário!

(seu e-mail não será exposto aos demais usuários)

Encontre o seu curso aqui