Logotipo Ache seu Curso

O design como uma forma de pensar a educação

20 de Fevereiro de 2017170

Livro "Design Thinking na educação presencial, a distância e corporativa", lançado esta semana, é ferramenta que facilita o planejamento de aulas

Por mais complexo que seja o assunto de qualquer aula ou exposição, há modelos estruturados para organizar a melhor maneira de ensinar. Esse planejamento, capaz de tornar qualquer aula um projeto de sucesso, é o tema do livro "Design Thinking na educação presencial, a distância e corporativa" (Editora Saraiva Uni e Somos Educação), de Carolina Costa Cavalcanti e Andrea Filatro, que será lançado hoje na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, em São Paulo.

Para quem ainda não é íntimo de terminologia, "design thinking" (DT) na educação não é um método para uma aula bonita ou funcional, mas muito mais do que isso. É um modelo de organização do pensamento que procura aplicar a todas as atividades de comunicação (inclusive aulas, exposições, seminários etc) e projetos o modo de pensar de um design, ou seja, busca interação confortável e resultados bem claros e úteis, conforme o planejado.

Esse modelo de pensamento é detalhado pelas autoras de modo a serem aplicados nas aulas, com a exibição das diversas formas de estratégias, conforme o resultado que se quer obter (por exemplo, se os alunos vão "construir" algo, algum projeto, ou reponder questões de modo a formar um acervo de respostas para documentá-las, ou ainda se vão criar opções ou convergir para alguma escolha). Cada propósito pode ter uma estratégia diferente, e as autoras conduzem o leitor pelas diversas estratégias possíveis.

A grande vantagem para educadores nesse contexto é o foco do livro na área educacional. As idéias desenvolvidas geralmente na área de gestão são prismadas com o contexto dos educadores. São discutidas questões como a formas de avaliação em educação a distância (como seria no processo e como seria no produto final), as vantagens de colocar os alunos para realizar projetos de modo a aproveitar as características do aprendizado a distância etc. O leitor vai encontrar até mesmo um "plano de aprendizagem", que a exemplo dos planos de negócios, propõe uma organização da ação e de resultados.

Há divergência sobre como surgiu o conceito de design thinking. Enquanto alguns atribuem sua origem a autores como Herbert A. Simon (autor de As Ciências do Artificial, de 1969); e Donald Schön (autor de Educando o profissional reflexivo, de 1983), outros encontram sua formação no início deste século na Universidade de Stanford (EUA) e na empresa de inovações Ideo. As autoras desse livro relatam esse histórico, listam quais são os estudiosos da questão no Brasil.

Veja mais informações sobre o livro e seu lançamento hoje aqui.

COMPARTILHE A MATÉRIA

Deixe aqui seu comentário!

(seu e-mail não será exposto aos demais usuários)

Encontre o seu curso aqui